segunda-feira, 22 de setembro de 2014

CDL Maravilha - oxigenando ideias!

No início de setembro tive o prazer de conhecer um pouquinho da cidade de Maravilha, durante o 2° Fórum Empresarial organizado pela Associação Empresarial de Maravilha, que me convidou para falar sobre "O consumidor do futuro e as mídias sociais". 



Tive o desafio de apresentar um breve panorama sobre o novo perfil de consumidor que vem se apresentando e sua relação com as mídias sociais, em apenas 1 hora e com uma plateia cheia de colaboradores, gestores e empresários da cidade e das proximidades, interessados em saber um pouco mais sobre o assunto. 


Em uma das minhas falas, ao questioná-los sobre sua familiaridade com o Foursquare e Instagram, pensados para smartphones e tablets, a maioria dos presentes desconhecia estes aplicativos, e ações que algumas instituições já vem fazendo de maneira estratégica para atuar com seu público- alvo. 

O Foursquare é uma mídia social que permite a interação de usuários interessados na descoberta de novos lugares, espalhados pelo mundo. Nesta plataforma, os consumidores marcam presença, através de check-ins em seus lugares preferidos, interagem com outros consumidores que gostam (ou não) dos mesmos lugares, e deixam opiniões, fotos, dicas e sugestões sobre os lugares frequentados. Mais informações sobre, aqui.


Vale lembrar que o Foursquare passou por uma modificação, e agora atua em parceria com outro aplicativo chamado Swarm, onde atualmente os check-ins são feitos. 


Uma das ações apresentadas neste workshop era promovida pelas Livrarias Saraiva, que numa determinada época, anunciavam descontos de 5% nos check-ins e 20% para quem tivesse 'prefeitura' (líder nos check-ins do local) no app. Descontos beneficiam os usuários, apresentam-se como diferencial e geram concorrência entre os próprios consumidores, como os lojistas já sabem muito bem, mas agora, o usuário conectado também é beneficiado, e seu check-in gera um rastro que pode ser mensurado para saber o quanto da estratégia aplicada foi eficaz e atingida.

Além disso, se o usuário se sentir lesado em algum estabelecimento, ele pode exercer sua voz com reclamações no seu perfil do foursquare, que tem um valor altíssimo para outros usuários, e cabe aos colaboradores e instituições, aproveitar este espaço para contornar colocações negativas e gerenciar situações de crise. 

Outro exemplo apresentado era da Hamburgueria Coisa de Cinema de Balneário Camboriú, que dava descontos de 20% para o primeiro check-in do cliente no estabelecimento há cerca de 2 anos. Atualmente eles fazem este desconto, mas agora com interação via Facebook.


Já o Instagram é semelhante ao twitter, mas ao invés de textos, o foco do aplicativo é a postagem de fotos e vídeos de até 15 segundos. Esta mídia social tem revolucionado a maneira das pessoas se expressarem através do universo das imagens. 



O diferencial está na valorização das produções de imagens dos usuários, como é o caso da 1Quarto, considerada a 1° produtora de vídeos de humor para o Instagram, seguindo os passos dos pioneiros Porta dos Fundos e seu conteúdo de humor no youtube. São amigos e profissionais que se reúnem para gerar conteúdo e suas produções acabam se tornando ideias de negócios. 

A 1Quarto já existe há mais de 1 ano e atualmente produz vídeos patrocinados por empresas, como este aqui da Churrascaria Imperador


video

Eles também oferecem um número de celular para ser adicionado no Whatsapp, onde você recebe os vídeos de forma exclusiva, com a possibilidade de compartilhar entre seus amigos (uma febre atual), ampliando o alcance de suas produções.

Estes foram alguns dos exemplos apresentados no workshop para oxigenar as ideias dos participantes, ainda não familiarizados com novas formas de expressão e interação do público, agora cada vez mais participativo, ativo e ciente de que tem um espaço de voz cada vez maior. 

Caberá a todas as instituições, acompanharem este processo que a Era Digital tem proporcionado e protagonizado nos últimos 30 anos, valorizando a voz poderosa dos consumidores atuais.

O novo consumidor elogia e reclama nas mídias sociais, produz fotos e vídeos sobre sua vida e sua relação com as coisas que gosta (comidas, roupas, lugares, pessoas), pesquisa antes de comprar, valoriza muito mais a opinião de seus fãs, seguidores e/ou amigos, do que os constantes anúncios que ainda se fazem presentes ao nosso redor.

Bora exercer a 'escuta'  e pensar estrategicamente nela?
  
Ocorreu um erro neste gadget